Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]

24
Mai15

Não consigo me controlá!

por O Arrumadinho

Hoje parece-me importante falar de um assunto fraturante e que, garantidamente, anda na cabeça de muita gente mas ninguém tem coragem de o abordar: a invasão a que fomos sujeitos dos Badoxas desta vida.

Não vou falar de gordos. Nem dei um erro ortográfico a escrever Badoxa. Estou mesmo a falar do cantor, e de outros do género que têm aquelas musiquinhas irritantes que tomaram de assalto a nossa rádio.

 

 

badoxa.jpg

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

Tags:

publicado às 18:35

18
Mai15

Um por todos

por O Arrumadinho

Confundir aquele bando de arruaceiros que ontem armaram confusão no final da festa do Marquês com "os benfiquistas" ou "o Benfica", tomar uma ínfima parte por um todo, revela apenas duas coisas: pouca inteligência e um profundo mau perder (também conhecido por azia).

 

O que se passou no Marquês passou-se com gente idiota, que não está ali para festejar, mas sim para armar confusão. E gente idiota desse género há em todos os clubes, em muito eventos, não só em festejos de títulos, não só entre o universo de benfiquistas.

 

Da mesma forma que julgar "a polícia" pelo ato bárbaro de um sacana que espancou um homem em frente aos filhos em Guimarães (sim, não foi no Marquês, como já vi escrito em muitos sítios) também é absurdo. Dentro da polícia, há uma percentagem de idiotas proporcional à de idiotas que existem dentro das claques. Tem, tão só, a ver com probabilidades estatísticas. Não devia ser assim, espera-se das autoridades gente com mais formação e civismo, mas diz a natureza humana que há gente estúpida e mal formada em todas as profissões, e há coisas que não se ensinam nas escolas de polícia.

 

Há quem veja em repeat, para se indignar, a imagem do filho da puta que espancou o homem.

Eu prefiro ver esta, a do agente que abraçou a criança e a tentou proteger do festival de selvajaria do seu superior.

policia.jpg

 Só quem não esteve no Marquês pode achar que o que ali se passou foi um triste festival. Eu cheguei ao Marquês bastante cedo, estive lá até depois de se ter cantado o hino, fui para casa quando a festa já começava a ser desmontada, e não vi violência, nem sequer vi polícia.

 

O que se passou foi já quando muita, muita gente se tinha ido embora e foi, como escrevi, uma coisa de minutos numa festa que durou horas e horas. Infelizmente, a imagem que vai ficar para quem não esteve lá é esta, a da violência.

 

Sinceramente, não faço ideia de quem é a culpa, de quem começou, do que esteve na origem de tudo aquilo. Não foi a primeira, não será certamente a última vez que coisas destas acontecem. Acontecerão enquanto houver gente mal formada, vestindo uma farda ou uma camisola vermelha, verde ou azul, ou seja, acontecerá sempre. Infelizmente.

 

Podem ver as fotos e os vídeos que fiz da festa de ontem no meu Instagram, e pode ver os vídeos que gravei em direto na minha conta de #Periscope (só estão ativos 24 horas, por isso, apressem-se).

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:03

10
Mai15

Planos e mais planos

por O Arrumadinho

Sou muito assim. Quero fazer isto e mais aquilo, e aproveitar aquele bocadinho de tempo que penso que vou ter livre para fazer mais uma coisa e outra. Só que depois, inevitavelmente, nunca se faz nada do que estava planeado, quase sempre porque os tais bocadinhos nunca existem, ou só muito raramente existem.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 21:57

09
Mai15

As hierarquias das teens

por O Arrumadinho

Hoje, ao jantar, fiquei fascinado com a conversa da minha sobrinha, de 12 anos, que me pôs a par de uma realidade que desconhecia em absoluto: o nível hierárquico que existe entre as miúdas.

Pelo que percebi, há vários estatutos, cada estatuto tem líderes que podem autorizar ou convidar outras miúdas a usarem as siglas que representam o nível onde estão.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 22:33

08
Mai15

A caderneta do banco

por O Arrumadinho

Hoje fui ao banco e fiquei a saber algo que desconhecia: há pessoas (assim mesmo, no plural) com menos de 30 anos e que fazem todos os movimentos com a caderneta do banco. A caderneta.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:57



A minha segunda casa


Sigam-me


Os meus livros


Sigam-me no SAPO

foto do autor



Coisas mais antigas

  1. 2015
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2014
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2013
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2012
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2011
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D




Google Analytics



SAPO Blogs