Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


A minha mulher publicou ontem um post no blogue dela (podem ver aqui) em que mostrava, como tantas outras vezes, o look do dia. E desse look fazia parte, imaginem só, uma mini-saia. É verdade, uma mini-saia. Vejam bem, a oferecidona. É que já não lhe basta esta coisa de achar que pode ter um blogue, ainda me sai à rua nestes preparos.

 

Nos comentários ao post, e muito bem, houve quem perguntasse: "Mas o teu marido deixa-te sair assim à rua?".

Pois bem, a verdade é que o marido não a deixa sair à rua assim vestida (ou despida, que é mais isso). Mas nesse dia, ainda não percebi muito bem como, ela conseguiu soltar a trela com que a prendo na cozinha e foi passear para o Chiado. Deixou a louça por lavar, o chão por varrer, o pó por limpar, as camas por fazer e lá foi ela armada em libertina exibir as pernas aos outros homens.

 

Questionava ainda uma outra comentadora, e com muita razão, se ela não tinha vergonha de andar na rua assim vestida, sobretudo porque ainda agora foi mãe. Passo a citar: "Mesmo parecendo ser uma produção fotográfica, fica muito vulgar essa mini saia, ainda por cima tão curta e logo agora que é mamã...". Mas como a ideia não ficou clara, a mesma ilustre comentadora, que dá pelo nome de Madalena M., lembrou, e bem, que o facto de a minha mulher já ser mãe eleva-a "a outro estatuto", estatuto esse que não permite usar mini-saias, como me parece elementar.

 

Cara Madalena M., estou consigo, não compreendo a libertina que tenho cá por casa, que acha que pode vestir o que bem entende sem passar pela aprovação do marido. Onde é que isto vai parar? Qualquer dia quer ter um emprego próprio, carta de condução e direito de voto. Acho melhor travar isto da forma mais digna e de acordo com os tempos que vivemos, aplicando-lhe uma sessão de chibatadas no lombo para ela ver se tem juízo.

 

É que, tal como diz outra comentadora (que eu até acho que é a mesma Madalena M.), que assina Nazaré, "depois querem ser respeitadas". Não dá, Nazaré, não dá. Quem é que respeita uma mulher que anda com uma saia um palmo acima do joelho? Quem? Eu não. Quando vejo uma "dessas" na rua não me contenho e faço queixa à polícia. É um atentado ao pudor, uma vergonha.

 

Bom, mas não me posso alongar, que ainda tenho muito trabalhinho pela frente. Vou ter de lhe escolher as burkas que ela vai usar esta semana, tenho de reparar a trela com que a prendo na cozinha e vou substituir o cinto com que lhe assento umas arrochadas valentes, porque o que tenho já se estragou de tanto uso (agora percebem porquê).

 

Aqui está a prova de que me casei com uma velhaca. Onde é que já se viu, usar-se uma mini-saia destas, e ainda por cima depois de ter sido mãe? Cretina, oferecidona.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:08


247 comentários

Sem imagem de perfil

De stantans a 03.10.2013 às 12:31

ahahah boa resposta Arrumadinho :)
Sem imagem de perfil

De ana maria a 04.10.2013 às 20:15

adoreiiiiiiiiiiii ainda por cima sou fa da pipoca!!!!!haahahahah coitadinha

Sem imagem de perfil

De Armando Correia a 03.10.2013 às 12:34

Este Seu texto está delicioso, até acho que devia ser publicado no blogue da sua esposa também...
Agora deixe-me ir a correr para casa que a minha mulher também tens uns vestiditos que valha-me deus :) - vou já queimá-los todos... e ainda por cima também é mãe, que irão dizer as pessoas.
Até já caro amigo....
Sem imagem de perfil

De Sandra B. a 03.10.2013 às 12:36

ahahahahah boa resposta!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 03.10.2013 às 12:36

muito bom!
Sem imagem de perfil

De Juanna a 03.10.2013 às 12:37

Onde já se viu? Qualquer dia querem que o Salazar morra, não?
Sem imagem de perfil

De P de Pequeniña a 03.10.2013 às 12:38

ahahah que risota!! AMEI a resposta!
Sem imagem de perfil

De Cármina a 03.10.2013 às 12:38

Adorei! O que me ri...
Sem imagem de perfil

De fashionista a 03.10.2013 às 12:39

ah ah o que eu me ri!
Sem imagem de perfil

De Pipa a 03.10.2013 às 12:39

How dare she ;)
Sem imagem de perfil

De Ana Loureiro a 03.10.2013 às 12:39

é que não há mesmo condições...uma autêntica pouca vergonha ahaha além de crise económica temos uma grave crise na noção do ridiculo neste país...

Comentar post


Pág. 1/25




A minha segunda casa


Sigam-me


Os meus livros


Sigam-me no SAPO

foto do autor


Coisas mais antigas

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Google Analytics



SAPO Blogs