Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


11
Dez13

Cheiros vizinhos

por O Arrumadinho

Ontem à noite tocaram-me à porta. Eu estava na outra ponta da casa, com o Mateus, e vim com ele para ver quem era. Era a vizinha da frente. Abri e seguiu-se uma conversa daquelas que parecem extraídas de um argumento dos Monty Python.

 

Vizinha da frente — Boa noite vizinho.

Eu — Boa noite.

Vizinha da frente — Vizinho, por acaso não lhe cheira a cocó?

 

Confesso que fiquei ali uns três segundos meio baralhado. O que é que ela quereria dizer com aquilo? Se me cheira a cocó em geral? Se a minha casa cheira a cocó? Se o Mateus costuma fazer cocós tão grandes que o cheiro entra pela casa da frente. Fiquei confuso.

 

Eu — A cocó? Mas a cocó como?

Vizinha da frente — Aqui, não lhe cheira a cocó aqui (apontou para o chão, junto ao elevador, que fica a meio dos dois apartamentos).

Eu — Mas aqui no hall?

Vizinha da frente — Assim em geral.

Eu — Bom... assim à partida não.

Vizinha da frente — (bastante aliviada) Ah, bom, então pronto. É que eu tinha medo que pudesse pensar que era aqui de minha casa, e não é, porque somos pessoas limpinhas.

Eu — Pois.

Vizinha da frente — (a sussurrar) Eu sinto o cheiro a partir do segundo andar e até cá acima. Eu acho que é dos cães aqui de baixo.

Eu — Pois, não sei.

Vizinha da frente — Pronto, boa noite.

Eu — Boa noite.

 

Por isso, se um dia um vizinho vos bater à porta a perguntar se vos cheira seja ao que for, já sabem, é uma coisa normal.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:34


11 comentários

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 11.12.2013 às 11:11

Gosto, particularmente, da preocupação da vizinha em vir assegurar que é uma pessoa limpinha...
Mas olhe que eu "convivi" durante uns tempos, mais de 2 anos, com "a minha velhota", como eu lhe chamava, vizinha da frente, que coitada, acabou por ficar acamada e as enfermeiras que tomavam conta dela à noite não lhe deviam fazer uma higiene como deve ser, porque no patamar, de manhã, era sempre um cheiro que não se podia, coitadinha.
Sem imagem de perfil

De Rosa Cueca a 11.12.2013 às 11:19

Isso parece-me aquela estratégia adoptada pelos bufadores profissionais: deixa cá mandar para o ar primeiro quem é que se largou, que assim não pensam que fui eu.
Sem imagem de perfil

De Rui A. a 11.12.2013 às 12:57

Já eu tinha um Candeeiro que projetava uma luz alaranjada e uma bela noite, altas horas da madrugada, um vizinho bateu-me a porta para me salvar de um incêndio... E não havia maneira de o convencer que o laranja não eram chamas. Fica o aviso
Sem imagem de perfil

De Sandra Gonçalves a 11.12.2013 às 13:21

Será que não queria, como quem não quer a coisa, acusar o Manolo?!?!?
Sem imagem de perfil

De Márcia a 13.12.2013 às 11:44

Pensei o mesmo...
Sem imagem de perfil

De Pedro a 11.12.2013 às 14:16

Pois eu acho que ela estava a dar-te uma dica, assim, como quem nao quer a coisa. E nao tem nada a ver com ela.
Sem imagem de perfil

De Cláudia Azevedo a 11.12.2013 às 14:26

estou a trabalhar e vim aqui dar uma espreitadela! confesso que me descasquei a rir em frente ao monitor como se não houvesse amanhã!! e que bem que me soube! que comédia de vizinhos.. :)
Sem imagem de perfil

De natacha a 11.12.2013 às 14:38

hahahhahhahhah
parece mesmo uma cena tirada de um filme cómico :)
... infelizmente também já fui " premiada " com cenas idênticas entre vizinhos , enfim,,, a naturalidade de uns é a perplexidade de outros :)
Sem imagem de perfil

De LaissezFaire a 11.12.2013 às 19:32

Oh Deus, há gente estranha a fumar cenas esquisitas.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 12.12.2013 às 11:51

Eu também diria que é uma indireta pelo facto de teres um cão em casa.
Sem imagem de perfil

De susana a 12.12.2013 às 12:10

ok

Comentar post




A minha segunda casa


Sigam-me


Os meus livros


Sigam-me no SAPO

foto do autor


Coisas mais antigas

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Google Analytics



SAPO Blogs