Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


23
Jun15

Acho que de todas as edições que o "Ídolos" já teve em Portugal só não segui uma. Deve ser o único programa de televisão (à exceção de séries e jogos de futebol) que me fazem querer ir para casa mais cedo para não perder nada. Farto-me de rir com os cromos nos castings e gosto de ir acompanhando a vida dos concorrentes que vão passando de fase em fase. Há três anos, em 2012, lembro-me de que era fã da Teresa Queirós, que considerava ter a voz mais bonita do programa — foi o que escrevi aqui e aqui. Curiosamente, o ano passado conhecemo-nos e ficámos amigos. É uma artista de alma cheia, que canta, representa e fotografa (foi a autora das fotos do genérico da primeira temporada do "True Detective" e conta histórias de pessoas que fotografa na rua na crónica que escreve para a NiT, que podem seguir aqui). Mas é, sobretudo, uma miúda porreira com quem se está muito bem a beber um copo numa esplanada e a falar de tudo e mais alguma coisa.

 

 

Este ano, claro, voltei a agarrar-me ao "Ídolos" logo desde o primeiro dia. E fui coleccionando preferidos, tal como em todas as outras edições. Na início, eram apenas números e histórias de vida. Gostava da miúda que era dentista e era da Figueira da Foz, do rapaz de óculos com ar de nerd, da miúda gira que também era atriz. Não sabia os nomes de ninguém, só admirava vozes. Os meus favoritos foram avançando e quase todos chegaram à fase das galas. A única que ficou de fora foi a pequenina Paloma, que tem um vozeirão e uma postura de artista, mas que, não sei muito bem porquê, foi deixada de fora dos 12 finalistas. 

 

Nas galas, eles já têm nomes e foi assim que fiquei a saber que a dentista era a Rita Nascimento, a atriz era a Mafalda Portela, o nerd de óculos o Mário Pedrosa. Também gostava muito da Carolina Bernardo, da Sara Martins e da Andresa, que acabou por ser (injustamente) expulsa na primeira gala. Só que nesta fase por muito que gostemos de um candidato, é preciso ser o mais justo possível, e no final do primeiro programa fui obrigado a refazer a minha lista. Tive de inserir o João Couto e o Paulo Costa, que estiveram mesmo muito bem. Mas vamos lá analisar estes meninos um a um (só os 11 que restam, porque infelizmente a Andresa já foi eliminada).

 

Albert

ID Albert.jpeg

 

É o concorrente que acho que tem menos hipóteses de ir longe. Por mim, nem sequer tinha chegado a esta fase — a Paloma era bem melhor. Não acho que cante grande coisa, parece-me ter um timbre de voz muito limitado a um só género musical e talvez o seu maior valor seja o ter pinta de artista. Ainda assim, acho que isso vai deixar de o proteger muito, muito em breve. Provavelmente já no próximo domingo.

 

João Couto

ID João Couto.jpeg

 

Da primeira vez que o ouvi cantar pensei: este rapaz safa-se bem, mas não tem postura de artista. Ouviu-o outra vez e não achei que se safasse só bem, achei que tinha uma voz mesmo muito, muito bonita. Mas continuava a precisar ali de um extreme make over para se parecer com um ídolo pop. Da terceira vez que o ouvi não tive dúvidas: porra, ele canta c'mó caraças. Na gala, não sou mostrou ser uma das grandes vozes do programa como melhorou muito a postura e o visual. Mas pode ir mais além. Tem de mexer naquele cabelo e naqueles óculos.

 

Mário Pedrosa

ID Mario pedrosa.jpeg

 

É uma espécie de amor continuado à primeira vista. Tem uma voz maravilhosa, doce, afinada, bonita, que dá prazer ouvir. Senti isso desde o primeiro casting. Tive a certeza que ele era incrível quando na fase dos grupos ele ficou integrado numa grupo que lhe deu apenas uns cinco ou seis segundos de palco. Ele aproveitou-os para os meter a todos a um canto. Tem seguido o seu caminho com toda a tranquilidade e vai chegar muito longe. Tem um ar de Justin Vernon (Bon Iver) quando era novo, uma pinta hipster cool que lhe fica muito bem e tem um ar super humilde, de que também gosto bastante. Está no meu top 3 de preferidos e quero muito que chegue às últimas galas.

 

Miguel Moura dos Santos

ID Miguel MS.jpeg

 

Achei que os jurados foram um pouco injustos com ele na fase dos castings e exigiram-lhe o que não exigiram a outros para o passarem, unicamente por saberem que tinha talento (e acredito que, também, por saberem que era filho de um ex-jurado, o que, quer se queira quer não, condiciona sempre). É aquela coisa do mais vale prejudicar do que parecer que se está a beneficiar. Só que o Miguel não tem sabido corresponder às exigências e, para mim, não tem melhorado nada de umas fases para as outras. Na gala não esteve bem e, para mim, era, a par do Albert, o maior candidato à expulsão. Acho que percebe de música, tem talento, mas não me encanta. Não gosto muito do timbre da voz dele nem da postura artística. Não acredito que vá muito mais longe, a menos que mostre uma faceta que ainda não lhe conheço.

 

Rita Nascimento

ID Rita Nasc.jpeg

 

Adorei a voz da Rita desde o primeiro casting. Afinada, segura, bonita. Não tive dúvidas de que chegaria às galas. E chegou. É uma miúda muito talentosa, com um vozeirão muito versátil, mas que já mostrou que pode ter um ou outro dia menos bom. Embora tivesse ficado entre as menos votadas na primeira gala, não acho nada que tenha sido das piores. Foi, talvez, a sua atuação mais fraca, mas, ainda assim, mais do que suficiente para continuar no programa e nem sequer ficar naquele grupo dos que estão para sair. Se for mais afirmativa e confiante vai continuar por mais umas semanas e pode bem chegar aos cinco últimos candidatos. E aí, tudo pode acontecer.

 

Sara Martins

ID Sara Martins.jpeg

 

Esta miúda é um amor de gente, fofinha, fofinha, muito cutxi-cutxi, e que em palco nos consegue prender com aquela voz muito dela. Gosto de gente com voz própria, distintiva, original. A Sara é isso tudo. Não tenho qualquer dúvida que vai ser cantora, independentemente do que possa vir a fazer no Ídolos. Tem tudo para chegar aos últimos finalistas, mas pode perfeitamente ser eliminada com um tema que a faça brilhar menos. Na fase das galas não basta ser bom, é preciso ser esperto, inteligente e ter alguma sorte. Espero que ela a tenha, porque é das minhas favoritas.

 

Mafalda Portela

ID2 Mafalda Portela.jpeg

 

A Mafalda é, para mim, entre as mulheres, a principal candidata à vitória final. Ela tem tudo o que é preciso para ganhar o Ídolos. Canta muito, e canta muito em vários registos diferentes, é linda, tem postura de artista, domina completamente o palco, o público, é inteligente nas escolhas que faz, sabe usar o corpo, tem expressão facial e corporal e pinta de estrela. Se me perguntarem se tem a melhor voz do programa, digo logo que não. Acho até que nos onze há três ou quatro com vozes de gosto mais. Mas a Mafalda tem a voz e tudo o resto que se procura neste programa. Só mesmo um dia trágico é que a pode deixar de fora dos três últimos finalistas. Mas não me parece que isso vá acontecer.

 

Carolina Bernardo

ID Carolina Bernardo.jpeg

 

Foi desde o início uma das minhas favoritas, e continuo a achar que tem um potencial vocal do caraças. Impressionou em todas as fases, foi sempre a melhor ou das melhores de cada programa, mas acho que ainda lhe falta qualquer coisa, que não sei bem dizer o quê. Talvez um pouco mais de estrutura, de consistência, não sei bem. Gosto do ar de Alanis Morissette meets PJ Harvey, mas também me parece um pouco pesado para uma miúda de 16 anos. Acho que pode vir a pagar a imaturidade numa destas galas. Nunca há-de falhar pela voz, mas pode ser vítima de uma má escolha ou de um tema num registo que fuja ao que está habituada. Vamos ver.

 

Gonçalo Santos 

ID Gonçalo Santos.jpg

 

Talvez tenha sido um pouco condicionado pela produção, que na fase de grupos pintou um cenário em que ele foi o responsável pela divisão do grupo, mas a verdade é que nunca fui muito com a cara dele. Não era só a cara, era mais o ar. Sempre achei que tinha boa voz, mas que nunca daria um cantor de sucesso. E continuo a achar isso. É apaixonado por música, vejo-o a querer viver da música que canta, mas não o consigo imaginar como uma estrela. E isso, no Ídolos, é importante. Faz mais duas ou três galas e é eliminado. É a minha previsão. Mas gosto de o ouvir.

 

 

Luís Travassos

ID Luís Travassos.jpg

 

Tenho percebido pelas redes sociais que tem uma legião de fãs, mas, sinceramente, não consigo entender porquê. Não gosto particularmente de o ouvir, não tem um timbre de voz de que goste particularmente, não o sinto como um animal de palco e acho sempre que as atuações dele são só mais ou menos, nunca muito convincentes. É daqueles candidatos que me perdem, que me fazem olhar para o telemóvel ou ir à casa de banho enquanto cantam. Não me agarra. Se calhar é uma coisa só minha, mas não acredito que vá muito longe. 

 

Paulo Sousa

ID Paulo Sousa.jpg

 

Basicamente, tudo o que disse da Mafalda Portela vale para o Paulo Sousa. Não me convenceu logo nas primeiras atuações, em que sempre o achei um candidato interessante, mas nunca me despertou muito a atenção. Voz regular, boa postura, boa presença, e com potencial. Mas não me fazia bater o coração. Só que na primeira gala arrasou completamente. Foi brilhante. O que fez ali mostrou que é um candidato fortíssimo com tudo o que é preciso para vencer o programa. É bonito, tem pinta, domina o palco, canta bem, sabe comunicar com o público e tem um ar de cantor pop, que é o que se procura no "Ídolos". Ou tem uma noite qualquer miserável, ou vai estar a discutir o primeiro lugar nos três últimos finalistas.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 23:45


1 comentário

Sem imagem de perfil

De so. a 24.06.2015 às 01:13

Então e o Paulo?

Comentar post




A minha segunda casa


Sigam-me


Os meus livros


Sigam-me no SAPO

foto do autor


Coisas mais antigas

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Google Analytics



SAPO Blogs