Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


27
Mai14

Esperança

por O Arrumadinho

António Costa quer avançar para a liderança do PS, um acto sensato, lógico e que pode funcionar como um balão de oxigénio para os portugueses sem esperança, como eu, que já se imaginavam a chegar a 2015 e a ter de escolher entre uma coligação esfarrapada, desgastada depois de um mandato devastador, e um PS miserável liderado pelo político mais vazio que já esteve à frente de um dos principais partidos desde o 25 de Abril. Agora, pelo menos, há um caminho novo. Pode ser bom, pode ser mau, ninguém o pode prever, mas, pelo menos, é fresco, diferente, uma alternativa com credibilidade, força. 

 

 

Depois das eleições de domingo, só mesmo Seguro e Assis (e Maria de Belém, vá) é que parecem não ter percebido que a liderança do PS deixou de ter condições para guiar o partido até às Legislativas. Soares percebeu-o, Costa percebeu-o. Por isso, avançou.

 

Agora, começa a batalha interna para conseguir marcar eleições para a liderança do partido, algo que está vetado antes das legislativas, por imposição dos estatutos. Costa vai ter de convencer pelo menos 50 por cento das federações socialistas a pedirem eleições antecipadas, para poder ir a votos contra Seguro.

 

Fica assim provado o que ontem defendi, de que é absurdo achar-se que não se substitui um líder que ganha eleições. Claro que se substitui. Depende sempre do impacto da vitória que teve. O impacto da de Seguro foi negativo. Ter ganho por 4 por cento ou ter perdido é praticamente a mesma coisa. É uma vitória tão magra que torna evidente que esta liderança jamais conseguiria chegar às legislativas em condições de ganhar com margem confortável.

 

Ninguém pode saber o que Costa nos irá dar se for primeiro-ministro, mas eu sei que enquanto líder da oposição, pelo menos, dá-me esperança. E isso, hoje, vale ouro.

 

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 15:41


35 comentários

Sem imagem de perfil

De homem sem blogue a 27.05.2014 às 16:15

António Costa e Rui Rio são dos poucos políticos em quem acredito para ter um país diferente e com uma liderança distinta da que temos agora. Há muito que defendo que António Costa é o homem que deveria estar no lugar de Seguro e acredito que tenha adiado essa opção ao máximo. Agora, perceberam que essa opção tem de passar a obrigação e que é o melhor (e talvez o único) caminho para acabar com as esperanças de Pedro Passos Coelho e do PSD para as próximas legislativas.

homem sem blogue
homemsemblogue.blogspot.pt
Sem imagem de perfil

De Joana a 27.05.2014 às 21:01

Tirou-me as palavras da boca!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.05.2014 às 22:00

Tudo farinha do mesmo saco.
Sem imagem de perfil

De Pai a 29.05.2014 às 05:20

Que a crise desapareça o mais rápido possível, façam um 25 de abril interno.
Sem imagem de perfil

De miguel queiroz a 29.05.2014 às 11:38

Pois que se lixe o pessoal que votou para a câmara. vem ai uma esperança, a tal que já sonhava há dois anos atrás e que por motivos pessoais não se candidatou. somos é marionetes nas mãos destes cavalheiros. Querem é tacho.
Sem imagem de perfil

De Ana a 27.05.2014 às 16:29

A esperança é sempre efémera no que toca à política! Não acredito que costa seja diferente de passos! A situação econômica do pais exige e exigirá durante alguns anos austeridade!
Imagem de perfil

De Carlos Costa a 27.05.2014 às 16:47

António Costa é a última hipótese de o PS conseguir uma maioria absoluta nas próximas eleições legislativas.
Sem imagem de perfil

De Sandra Teixeira a 27.05.2014 às 16:52

Tal como referi no meu blog, o António Costa está para o PS, como D. Sebastião para a dinastia de Avis -> António Costa, o Desejado, ou mesmo António Costa, o Adormecido

http://ocadernodeardnas.blogspot.pt/
Imagem de perfil

De Sundays a 27.05.2014 às 16:57

Nem mais. Mais do que partidos, a política é feita de homens e António Costa tem pelo menos o carisma e esperança de que os portugueses precisam neste momento, tudo aquilo que Seguro não tem. Espero mesmo que isto seja o começo de um virar de página do panorama político actual.
Sem imagem de perfil

De Ana Ribeiro a 27.05.2014 às 17:01

Subscrevo na íntegra, com excepção de que nunca me passaria pela cabeça a possibilidade de votar na "coligação esfarrapada"... Acho a possibilidade do António Costa ser líder do PS e, consequentemente, candidato nas legislativas é das primeiras boas notícias que este país recebe nos últimos anos.
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 28.05.2014 às 14:25

Não esquecer que o partido socialista foi quem mais afundou o nosso país e António Costa também fez parte, eu nunca votaria no PS com António Costa na liderança
Sem imagem de perfil

De A Pipoca Arrumadinha a 27.05.2014 às 17:18

Acho bem é preciso uma nova liderança e mais forte!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.05.2014 às 17:39

Apenas um pequeno pormenor... Seguro ganhou por 4 pontos percentuais e não por 4%.

Susana
Sem imagem de perfil

De Paulo a 27.05.2014 às 20:51

Boa tarde Ricardo,

Nem me digno a ler o post até ao fim. Aquele que ontem defendia o carácter politico hoje espeta-nos com um post completamente contraditório. Não corre maratonas? Não sabe que para elas é preciso coerência para poder acabar uma?

Hoje, escrevo numa condição que não me gosto de rever. Tinha por si a maior alta estima e, pese embora, muitas vezes não concordar com o que escrevia, sempre foi coerente com aquilo que escreve. Granjeou críticas de norte a sul, de este a oeste mas sempre teve um fio condutor que para além de o definir sempre conquistou o meu respeito. "Aquele que nunca teve inimigos na sua vida foi porque nunca defendeu aquilo o que pensava", não me recordo quem o disse mas sempre foi um apanágio que lhe reconheci...

Esqueça... Não passa de um socialista camuflado de sebastianista que acredita que no meio da bruma virá alguém para salvar o país.

Coerência? É respeitar quem o elegeu para presidente da Câmara de Lisboa com a maior vitória de sempre e assim cumpre o seu mandato. Não é, nem com menos de um ano passado, não cumprir o seu mandato e se lança na busca daquilo que sempre quis mas que sempre confessou que o seu compromisso era com os habitantes (votantes) de Lisboa.

Não sou sebastianista, nunca fui e nunca serei. A isso? Chama-se coerência e que volatilidade dos tempos não me corrompem, nem me deixo corromper.

Um abraço,
Paulo
Imagem de perfil

De O Arrumadinho a 27.05.2014 às 22:07

Olá Paulo. Recomendo-te que leias tudo o que já escrevi neste blogue sobre o Partido Socialista para, assim, poderes repensar a tua frase "não passa de um socialista camuflado de sebastianista". O facto de achar que sou socialista envaidece-me, é apenas sinal de que consigo ser independente o suficiente para que, aqui, haja quem me ache socialista, social-democrata ou comunista (sim, também há quem ache que eu sou do PC). Só ainda não me rotularam de democrata-cristão.
Em toda a minha vida, lembro-me de ter votado PS uma vez: na primeira eleição de José Sócrates, contra Santana Lopes. E acho que foi só. Tem razão quando diz que eu bato de norte a sul e de este a oeste. É verdade. Eu bato quando acho que devo bater, seja nos rosas, seja nos vermelhos, seja nos laranjas, seja nos azuis e amarelos, seja nos independentes. Da mesma forma que elogio quando acho que devo elogiar, independentemente da cor política. E assim continuarei a ser. Já agora, gostava que me dissesse onde é que encontra contradições neste texto, comparativamente com o que escrevi no passado. Um abraço.
Sem imagem de perfil

De Paulo a 27.05.2014 às 23:28

Yada, yada, yada... Did I mentioned the soup Biscouit?

Julgo que perceberá!

Abraço,
Paulo
Sem imagem de perfil

De Xavier a 28.05.2014 às 00:45

Lê lá o ponto 4:

http://oarrumadinho.sapo.pt/282677.html

Sem imagem de perfil

De Anónimo a 27.05.2014 às 20:56

Bolas! Ricardo finalmente concordo consigo a 100%! Disse tudo o que eu penso!
António Costa consegue fazer omeletes enormes só com um ovo!
Tenho esperança nele, é bom voltar a ter uma réstia de esperança.
Espero que Seguro seja um homem com visão e veja que Costa tem mais carisma e experiência. Que deixe as guerras internas e desavenças antigas de lado e pense no povo que sofre.

Comentar post


Pág. 1/3




A minha segunda casa


Sigam-me


Os meus livros


Sigam-me no SAPO

foto do autor


Coisas mais antigas

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Google Analytics



SAPO Blogs