Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


23
Mai14

Os agentes tampinhas

por O Arrumadinho

Quase todos os dias o país real nos surpreende com histórias que mais parecem saídas da cabeça de argumentistas criativos que andam a lançar ideias para o ar à procura de um guião para uma série de humor.

Agora, é a história dos agentes da PSP que foram obrigados a passar dias inteiros a separar tampinhas de garrafas. A notícia foi avançada pelo Jornal i e conta como a 2ª Divisão da PSP de Lisboa decidiu organizar uma iniciativa social criando a maior bandeira do mundo feita com tampinhas de garrafas, com o objectivo de entrar para o livro do Guiness. Acontece que quem vai ter de separar os 10 milhões de tampinhas são os polícias, que receberam uma ordem directa do comandante para se apresentarem num armazém para cumprirem com esta missão. Parece anedótico, é difícil de acreditar, mas é mesmo verdade.

 

Não quero discutir aqui os direitos dos agentes, nem a necessidade de descansarem nas folgas, nem o trabalho extra que muitos vão ter com a Champions e o Rock in Rio, prefiro, antes, falar da falta de percepção política de quem manda. Não faço ideia se o ministro da Administração Interna sabia ou não desta iniciativa, mas pelo menos desde ontem que já tomou conhecimento do que se está a passar, e acho incrível como é que ainda não deu ordem para se pôr fim a esta palhaçada. O descrédito que uma coisa promove junto das forças policiais é de uma dimensão gigantesca, e só uma pessoa sem qualquer sensibilidade social não percebe isso. Da próxima vez que um tampinhas, perdão, agente, me abordar na rua vou ficar a olhar para ele e a pensar se aquele gajo não devia estar antes a separar tampinhas. 

 

Com tanta gente no desemprego, não seria mais fácil pagar a meia-dúzia de pessoas para fazerem este tipo de trabalho? Já que é uma iniciativa com um fundo social, então, também podiam ter promovido acções de voluntariado, até mesmo dentro das forças policiais, agora escalar agentes para este trabalho é desprestigiante e indigno para quem veste uma farda da autoridade.

 

Só sei que já passaram 15 horas desde que este caso se tornou público e continuo sem ler o comunicado da Administração Interna a pôr fim a isto. O ministro tem de perceber que é com episódios destes que cava a sua própria sepultura. As pessoas recordam muito mais o caricato do que o verdadeiramente importante, que o diga Santana Lopes, que foi demitido do cargo de primeiro-ministro depois de uma série de pequeno incidentes ridículos, mas sem grande relevância nacional. 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:14


6 comentários

Sem imagem de perfil

De Caco a 23.05.2014 às 14:39

Olha, olha, o Arrumadinho a abordar o mesmo tema que a Caco e só com duas horas de diferença :-)

http://cacodemimo.blogspot.pt/2014/05/por-mim-o-cor-de-rosinha-funcionava.html
Sem imagem de perfil

De sac a 23.05.2014 às 15:01

O pior disto tudo é que são forças de segurança que estão a ser pagas para esse serviço. A separar tampinhas é sem duvida uma bandeira bem cara, paga com o dinheiro de todos e que, como diz, ainda por cima despristigia a força de segurança.
É abismal pensar que se paga um agente à hora para fazer isso, principalmente quando temos tanta aberração na estrada que precisava de levar uma multa e se ouve sempre que näo acontece por falta de pessoal.... triste Portugal...
Sem imagem de perfil

De A Pipoca Arrumadinha a 23.05.2014 às 15:58

Tantas situações caricatas esta é apenas mais uma!
Sem imagem de perfil

De Isabel Matos a 23.05.2014 às 16:10

Só ainda não percebi a parte de a PSP estar envolvida no projeto social em questão. Não faria muito mais sentido que fosse outro tipo de instituição a promover semelhante projeto?
Sou assim tão limitada por achar que a PSP deveria estar mais preocupada com outras questões, que não fossem "bater o recorde do Guinness da maior bandeira do género, bem como apoiar a selecção nacional de futebol"?
Sem imagem de perfil

De Nix a 23.05.2014 às 16:40

Sinceramente, não sei o que é que é mais ridículo, se esta "iniciativa" da PSP ou a decisão do MAI em gastar 18 milhões em novos fardamentos e caracterizações de viaturas, quando a grande maioria das Esquadras estão totalmente obsoletas, os computadores são ridículos, viaturas em péssimo estado, etc, etc...E para não falar na vergonha que é um ordenado de um Agente da PSP.

Enfim, Portugal no seu melhor...
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 24.05.2014 às 14:06

Concordo totalmente consigo. Ainda há pouco estava a ver na tv mais uma notícia sobre isso, nomeadamente sobre lixo que se encontra no meio das tampas, seringas por exemplo e acho isto surreal. A ser verdade fico ainda mais perplexa e também não percebo como é que isto não está ainda resolvido.

Tirando o episódio das seringas e se aquilo fossem só tampas em vez de lixo e uma iniciativa que podia ter tido algum sucesso, podiam, por exemplo, ter envolvido os detidos das cadeias que teriam se calhar aderido com muita vontade, mas enfim.

Comentar post




A minha segunda casa


Sigam-me


Os meus livros


Sigam-me no SAPO

foto do autor


Coisas mais antigas

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Google Analytics



SAPO Blogs