Saltar para: Post [1], Comentários [2], Pesquisa e Arquivos [3]


Depois das noites terríveis dos últimos dias, em que só fui dormindo assim a espaços, hoje a coisa até me pareceu simpática — e isto é que pode ser preocupante. Digo isto porque este "simpática" foi ter conseguido dormir cinco horas, em dois períodos diferentes, um de duas horas e outro de três. Espetacular.

 

Numa tentativa de devolvermos o bichinho às rotinas, tentármos deitá-lo à hora a que sempre foi para a cama, nove e meia da noite. Teve direito a todo o ritual, com história, colinho, beijinhos e essas coisas todas, e depois foi dormir. Claro que assim que sentiu que ía sair do colo começou a chorar. A mãe deitou-o na mesma e ficou sentada no sofá perto da cama a ver se ele acalmava. Chorava e berrava um minuto, adormecia dois, acordava, berrava, adormecia. Esteve nisto até às onze da noite. Como ainda tivemos de trabalhar, acabámos por ir para a cama já perto da meia-noite e só adormecemos por volta da uma e meia.

 

Às 3h20 acordei com o rapaz a berrar. Lá fui até ao quarto ver se o acalmava. Resisti a tirá-lo da cama, deitei-o novamente e estive a falar com ele baixinho a ver se parava de chorar. Adormeceu uma meia hora depois. Perto das 4 horas fiz a primeira tentativa de sair do quarto. Assim que me levantei do sofá, ele saltou da cama aos berros — tipo mola. Lá o fiz perceber que estava ali, que não me tinha ido embora, e o rapaz acalmou. Ainda assim, aproveitei o barulho para dar um passo no sentido da porta. Dez minutos de pé, e voltei a dar mais um passo. Acordou outra vez. Caraças, achei mesmo que ia ficar o resto da noite de pé. E andámos nisto até às 4h30. Lá consegui chegar à cama. Às 4h45, quando eu ainda não tinha voltado a adormecer, ele acordou. Berrou, chamou por mim, mas desta vez optei pela terapia de choque, que já funcionou noutras ocasiões. Chorou até às 5h15, em intervalos, ora adormecia cinco minutos ora chorava um. Até que se calou. Devo ter adormecido já perto das 5h30.

 

Foram três horas incríveis. Às 8h30 lá ouvi o "paaaaaaaaaiiiiii" vindo lá do fundo. Pronto, acabou. Ainda assim, e estranhamente, levantei-me com a sensação de que a noite até tinha corrido bem (na véspera houve dois turnos de choro, nesta houve só um, está a melhorar). O pior vai ser mais ao fim do dia.

 

mati2.JPGIsto é o sacaninha a gozar com a minha cara, de manhã 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 10:54


7 comentários

Sem imagem de perfil

De Raquel Vale a 05.01.2016 às 11:31

Não vos invejo, os meus regra geral dormem bem mas quando acontece uma noite mais complicada parece que estive uma noite inteira a levar porrada. Espero que as coisas voltem aos eixos rapidamente!
Sem imagem de perfil

De Anónimo a 05.01.2016 às 13:30

e quando estamos a sair de fininho do quarto e o chão de madeira estala...
Sem imagem de perfil

De fernanda freitas a 05.01.2016 às 14:13

A minha filhota agora como ja cresceu um pouquinho e ja nao dorme em cama de grades, simplesmente levanta-se e vem para a nossa cama. Um de nós levanta-se e vai pô-la na cama dela e fica por la a espera que volte a adormecer. E andamos nisto mais ou menos de 2 em 2 horas... Estamos a falar de uma criança que sempre dormiu a noite toda e na caminha dela, agora com quase 5...é isto!
Sem imagem de perfil

De Perdida em Combate a 05.01.2016 às 14:15

Ah ah ah! "Turnos de choro" é muito bom. O mais parecido que conheço a essa realidade são os meus gatos a quererem entrar e sair do quarto a qualquer hora da noite e madrugada. Também é duro.
Sem imagem de perfil

De sara m a 05.01.2016 às 15:20

Normalmente nem costumo comentar os textos do blog, mas neste caso achei por bem dar a minha receita para noites inteiras de sono, comprem o livro: 10 dias para ensinar o seu filho a dormir de Filipa Sommerfeld Fernandes. Comigo resultou! ;)
Sem imagem de perfil

De Carla Marques a 05.01.2016 às 15:34

A minha filha dormia sozinha, e adormecia sozinha, desde os 12 meses. Numa altura em que andou doente saímos da rotina e nunca mais quis adormecer sozinha. Agora, depois da história, um dos pais tem que ficar cerca de uma hora deitado com ela até adormecer. Quando acorda a meio da noite não é tão difícil, mas para adormecer já tem que ser connosco. O problema é sair da rotina. A última vez que não quis dormir passámos todos a noite em claro até que a colocámos na cadeira de comer, a ver desenhos animados para podermos dormir 1 hora. 1 hora já nos soube a umas férias em Bora Bora. Ser pai é maravilhoso mas tem dias em que é duro. ;)
Sem imagem de perfil

De Brown Eyes a 05.01.2016 às 23:46

Bem, a carinha dele derrete qualquer um. A minha filha tem sido uma querida; desde bebé com escassos meses que dorme sozinha e de um modo geral a noite toda. Mas quando lhe dá para ter noites difíceis, é capaz de acordar pelas 4 da manhã cheia de genica, esgota-me até quase às 7, adormece e depois vejo-me e desejo-me para a preparar para o colégio. O que vale é que de facto é raro.

Comentar post




A minha segunda casa


Sigam-me


Os meus livros


Sigam-me no SAPO

foto do autor


Coisas mais antigas

  1. 2016
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2015
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2014
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2013
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2012
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2011
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D




Google Analytics



SAPO Blogs